EIMEP 41

Inscrição on-line disponível até 10/02/2020
Regulamento do Evento Antes de se inscrever, leia atentamente o regulamento:
REGULAMENTO DE PARTICIPAÇÃO NO 42º EIMEP 2020 (PARTICIPANTE)

"Questão 794. Poderia a sociedade reger-se unicamente pelas leis naturais, sem o concurso das leis humanas? R. Poderia, se todos as compreendessem bem. Se os homens as quisessem praticar, elas bastariam. A sociedade, porém, tem suas exigências. São-lhe necessárias leis especiais." Allan Kardec (O Livro dos Espíritos)

CONSIDERANDO a envergadura do encontro, possibilitando a reunião de um número significativo da comunidade espírita paraense;
CONSIDERANDO que o evento se consolida com um dos maiores em número de participantes no movimento espirita nacional;
CONSIDERANDO a necessária e indispensável organização como fator de manutenção da harmonia do encontro;
CONSIDERANDO os princípios doutrinários que norteiam a caminhada de quem se reconhece espírita, notadamente os relacionados à amorosidade, fraternidade e caridade que devem impregnar a convivência antes, durante e depois do encontro;
CONSIDERANDO que o evento é promovido pela União Espírita Paraense, organizado pela Comissão Central do EIMEP com a colaboração das Coordenadorias e Órgãos Departamentais da Casa Federativa;

Ficam estabelecidas as seguintes normas para participação:

Art. 1º Serão considerados participantes do evento:
I.Crianças, jovens e adultos, regularmente inscritos e vinculados a Casas Espíritas
II.Trabalhadores voluntários
III.Convidados
IV.Visitantes autorizados
§1º A faixa etária mínima para inscrição de crianças será de 3 (três) anos.
§2º Serão considerados trabalhadores voluntários aqueles vinculados às equipes de trabalho e que assinaram a ficha e termo de anuência das regras específicas.
§3º Serão considerados convidados os palestrantes, expositores ou qualquer outro gênero voltado ao desenvolvimento de atividades não regulares do encontro, sendo de responsabilidade da equipe de trabalho demandante a identificação e inscrição do mesmo.
§4º Serão considerados visitantes representantes de outras casas federativas, de conselhos regionais espíritas vinculados à UEP e outros interessados em conhecer o evento, mediante a autorização expressa da Comissão Central.

Art. 2º Para fins de inscrição, o participante deverá, por meio do sistema informatizado, preencher formulário contendo as seguintes informações:
I.dados de identificação do participante: a) nome completo; b) gênero; c) data de nascimento; d) endereço completo; e) telefone fixo; f) telefone celular; g) nome para crachá; h) nome e contatos telefônicos dos responsáveis; i) email; j) tipo sanguíneo; k) convênio médico ou carteira de saúde; l) identificação de pessoa com deficiência (informar o tipo deficiência) e indicação do nome do acompanhante quando se tratar de criança;
II.autorização dos responsáveis para participação no evento e para viagem, quando menor de idade;
III.dados de chegada e retorno, incluindo data, hora, meio de transporte;
IV.dados sobre eventual restrição alimentar ou alergia relacionada à alimentação;
V.dados sobre eventual uso de medicamentos ou alergia relacionada à medicação;
VI.tamanho de camiseta (visando estimativa para confecção);
VII.autorização para uso de voz, som e imagem de eventuais fotos tiradas ou vídeos gravados durante o evento;
§1º Para o participante na condição de trabalhador voluntário será necessário preencher o campo da respectiva equipe de trabalho, condicionado o deferimento da inscrição à validação pela coordenação da mesma.
§2º O participante que não dispuser de telefone fixo ou celular deverá registrar o número de telefone de familiar ou pessoa próxima para eventual contato.
§3º É vedado ao inscrito transferir sua inscrição para outrem, devendo a substituição, quando necessária, ser efetuada mediante requerimento à Comissão Central.
§4º As substituições serão autorizadas até 10 (dez) dias do evento.

Art. 3º À exceção dos convidados (art. 1º, III), a inscrição dos participantes prevê uma contribuição financeira destinada a despesas com locação e preparação do espaço, de alimentação, de materiais de limpeza, secretaria e gastos diversos para realização do evento.
Parágrafo único. Aos trabalhadores voluntários é facultado o pedido de isenção de pagamento da contribuição financeira.

Art. 4º Os casos omissos ou excepcionais serão analisados pela Comissão Central

Art. 5º Caberá a todos os participantes do evento:
I - cumprir as regras estabelecidas no presente Regulamento;
II - utilizar crachá de identificação em local visível durante todo o evento;
III - evitar desperdícios de qualquer natureza;
IV - alimentar-se de forma comedida e respeitosa, evitando excessos ou restrições que possam comprometer a saúde;
V - zelar pela limpeza e conservação dos ambientes e dos materiais utilizados;
VI - cuidar do patrimônio do local do evento, zelando por sua organização, manutenção e preservação, informando às coordenações responsáveis em caso de avaria ou acidente iminente, para as providências cabíveis;
VII - participar das atividades do Encontro, respeitando os horários estabelecidos na Programação;
VIII - manter conduta espírita e vivência evangélica, especialmente nas conversações e evitar comentários inadequados, atividades em grupos paralelos;
IX - ser solidário com todos, facilitando a integração do grupo;
X - colaborar nas atividades do evento, quando convidado;
XI - atender com cordialidade às solicitações que visem ao bom andamento das atividades e ao bem comum;
XII - encaminhar os objetos perdidos à Equipe Trabalho;
XIII - dirigir-se a um dos membros da Comissão Central em caso de qualquer dificuldade ou indisposição;
XIV - respeitar a hierarquia administrativa do evento, acatando as orientações do coordenador a quem estiver vinculado, dos coordenadores de cada atividade e da Comissão Central;
XV - apresentar eventuais queixas e/ou discordâncias relativas a quaisquer aspectos do Evento à Comissão Central, evitando comentários sobre as mesmas com os demais participantes;
XVI - respeitar as filas, aguardando a sua vez durante os momentos de refeição e higiene;
XVII - atender à ordem de silêncio nos alojamentos, respeitando o repouso dos demais participantes, conforme horário estabelecido pela equipe responsável pelos hospedados;
XVIII - respeitar as regras de acesso às dependências e aos alojamentos do evento;
XIX - respeitar as regras de saída e entrada no recinto do Encontro ou do local do alojamento;
XX - responsabilizar-se por seus pertences, evitando levar objetos de valor e computadores portáteis;
XXI - não utilizar equipamentos sonoros como MP3, MP4, celular, smartphone, tablets e similares durante as atividades;
XXII - não distribuir ou afixar mensagens, folhetos, livros, jornais e outros materiais sem a aprovação da Comissão Central;
XXIII - evitar trajes incompatíveis com a natureza do evento, bem como o uso de shorts, decotes, roupas curtas, transparentes, dentre outras que possam causar constrangimento;
XXIV - evitar críticas e comentários a/sobre quaisquer grupos espíritas ou não espíritas, bem como comparações e/ou rivalidades entre grupos, de maneira a colocar em risco a harmonia do ambiente, a união e a fraternidade;
XXV - não levar para o evento cigarros, bebidas alcoólicas ou similares, sendo proibido o uso dos mesmos;
XXVI - não levar jogos de qualquer espécie, tais como jogos de carta, tabuleiro etc.
XXVII - levar, para fins de uso pessoal, objetos de higiene (sabonete, escova e creme dental, xampu, repelente etc), toalha, de banho, lençol, travesseiro (para os hospedados), dentre outros de interesse do participante, devidamente identificados;
XXVIII - levar medicamentos de uso pessoal (identificados nominalmente), se utilizados, responsabilizando-se por seu armazenamento e por sua utilização;
XXIX - levar carteira de convênio médico e/ou cartão de saúde;
XXX - considerar que o local do evento, durante sua realização, transformar-se-á em um ambiente semelhante ao de Centro Espírita, devendo todos manterem a conduta espírita no decorrer das atividades do evento.
XXXI - cumprir os horários estabelecidos na programação, não sendo permitida a permanência nos alojamentos ou em outros locais durante os períodos de atividades do evento;
XXXII - No momento da efetivação da inscrição, o participante/voluntário cede gratuitamente e sem ônus para a União Espírita Paraense os seud direitos de imagem , que podem ser utilizados nos meios de comunicação da instituição, bEm como, fica ciente de que seus contatos poderão ser diaponibilzados para parceiros do EIMEP, para oferecimento de produtos e serviços.

Art. 6º - O participante poderá ser afastado do evento nos seguintes casos:
I - por indicação médica;
II - por conduta considerada inadequada ao ambiente/à atividade ou que fira o disposto neste Regulamento, sendo necessária a comunicação aos pais/responsáveis legais e a devida autorização, quando menor de idade;
III - outros impedimentos não previstos no Regulamento, avaliados pela Comissão Central, sendo necessária a comunicação aos pais/responsáveis legais e a devida autorização, quando menor de idade, bem como ao responsável por participantes de outras localidades e hospedados na estrutura do evento;
IV - por iniciativa própria, após avaliação da Comissão Central, desde que autorizado pelos pais/responsáveis legais, quando menor de idade.

Art. 7º - Os casos especiais não previstos neste Regulamento deverão ser encaminhados para a análise da Comissão Central do evento.

Dos Hospedados

Além das diretrizes e normas para os participantes de um forma geral, temos ainda o complemento para aqueles participantes que ficarão hospedados no Lar de Maria.
OBS 1: Serão disponibilizadas 150 vagas de hospedagem, que serão preenchidas conforme as inscrições sejão efetivadas.
OBS 2: Estando as 150 vagas preenchidas, os participantes oriundos do interior podem continuar se inscrevendo, porém a hospedagem fica por sua própria responsabilidade.

a) O café da manhã será servido entre 6h e 7h e o jantar entre 20h30 e 21h30;
b) A criança, o jovem e o Evangelizador/ coordenador por ele responsável, hospedados pela UEP/Lar de Maria, a partir do início do EIMEP, estarão em regime de internato, não podendo deixar o local do evento sem prévia autorização da coordenação da hospedagem, após autorização de seu responsável legal. A saída sem autorização será entendida como desistência da vaga na hospedagem;
c) O horário de recolhimento noturno será, impreterivelmente, às 23h;
d) Não será permitido o acesso de outros participantes do EIMEP nas dependências da hospedagem;
e) Não será permitido o acesso de pessoas do sexo oposto às dependências dos alojamentos;
f) Durante os horários das atividades do Encontro, as portas dos alojamentos estarão fechadas, ficando as chaves em poder do responsável pelos mesmos;
g) Os hóspedes ficarão responsáveis pela manutenção da limpeza em seus alojamentos;
h) Usar sempre o crachá e trajes compatíveis com horário e local. Não é permitido o uso de trajes de banho;
i) Caso o hóspede necessite de alguma coisa, deverá solicitar à Coordenação da Hospedagem.

Em caso de dúvidas no processo de inscrição, entre em contato (horário comercial):
SECRETARIA DA UEP: (91) 3223-4082 / (91) 3241-0307
E-mail oficial do evento eventos@paraespirita.com.br


Najda Santos - Presidente da UEP
presidente.uep@paraespirita.com.br
REGULAMENTO DE PARTICIPAÇÃO NO 42º EIMEP 2020 (VOLUNTÁRIO)

CONSIDERANDO que a divisão em trabalhadores e participantes é meramente didática, pois na essência todos somos aprendizes e, portanto, participantes na perspectiva de fazer parte e desenvolver o sentimento de pertença indispensável à materialização da proposta de valor do encontro: experiências únicas em acolhimento, convivência e afetividade;
CONSIDERANDO que esses valores devem informar como autêntico fio condutor todas as ações desenvolvidas antes, durante e depois do encontro;
CONSIDERANDO que o cuidado recíproco é fundamental para que, vivendo entre nós essas experiências únicas em acolhimento, convivência e afetividade, consigamos entregá-las ao público em geral;
CONSIDERANDO que o verbo cuidar no dicionário é definido como: "reparar, atentar para, ter cuidado, assistir" e na perspectiva doutrinária, acrescentamos a amorosidade, fraternidade e caridade impregnando a ação de quem, lutando para vencer as suas más inclinações, se afirma espírita;
CONSIDERANDO que somos seres em construção, oscilando entre luz e sombra, mas que um padrão mínimo de conduta é desejável para o trabalhador espírita do encontro;
CONSIDERANDO, por fim, o olhar e/ou sentir cuidadoso e diligente que a tarefa demanda.
Delimitamos, portanto, as regras de participação voluntária no encontro.
Trata-se de trabalho com as seguintes características:
1) VOLUNTÁRIO entendendo que não servimos só a Deus, mas que nos compete atender também aos ditames de César, motivo pelo qual o preenchimento e assinatura da ficha de trabalhador voluntário são obrigatórios, nos termos da legislação vigente;
2) DOAÇÃO, de tempo, de amorosidade, de recursos financeiros, planejemo-nos em todos os sentidos, verificando nossas reais possibilidades; verdade e transparência evitam desconforto, melindres e ressentimentos.
3) ESPÍRITO DE SERVIÇO, pois executaremos as atividades sem esperar outro benefício a não ser o prazer de servir.
4) SOLIDÁRIO, nossa missão é acolher, da melhor maneira possível, a todos os envolvidos na construção do encontro, procurando tratá-los da mesma forma como gostaríamos de ser tratados, vivendo o “Meus discípulos serão conhecidos por muito se amarem”.
5) EQUIPE, cada voluntário estará inserido em um grupo específico para fins de organização e divisão das atividades, mas todos estaremos vinculados e faremos parte de um contingente maior, que se articula com outras equipes e convergem para um objetivo comum: proporcionar experiências únicas em acolhimento, convivência e fraternidade, como num feixe de varas, juntos somos mais fortes.
6) HUMILDADE, "aquele que quiser ser o maior se faça servo de todos", "é necessário que Ele cresça e eu diminua."
7) EFICIÊNCIA, mantenhamo-nos informados do cronograma do encontro, bem como de suas possíveis alterações e esforcemo-nos por nos aproximar do perfil desejado do trabalhador cristão.
DOS CRITÉRIOS PARA COMPOR AS EQUIPES DE TRABALHO
1) Estar vinculado a casas espíritas há, no mínimo, um ano.
2) Desenvolver, na casa espírita, atividades relacionadas às quais pretende desempenhar no encontro.
3) Conduzir grupos de estudos relacionados à área de atuação (infância, juventude e adulto), há no mínimo um ano, para habilitar-se às atividades do temário.
4) Ser validado pela instituição espírita a qual se encontra vinculado e pelos respectivos coordenadores das equipes de trabalho.
5) Preencher e assinar o Termo de Adesão ao trabalho voluntário, na forma da Lei n° 9.608/1998.
6) Apresentar postura respeitosa e fraterna, aferível por meio das informações coletadas junto às casas espíritas ou outros meios do qual o trabalhador faça parte, sejam eles profissionais e/ou virtuais, incluindo-se aí os conteúdos postados em redes sociais ou qualquer outra forma expressão.
7) Participar das reuniões preparatórias ao encontro, gerais ou específicas de suas equipes de trabalho.
8) Estar regularmente inscrito, obedecendo todos os prazos estipulados, submetendo à comissão central, tempestivamente, os pedidos fundamentados de isenção de pagamento.
9) Oferecer CLIMA BENÉFICO ao desempenho de suas atividades, oração e vigilância ajudarão a garantir um ambiente espiritual adequado à proteção de todos os envolvidos.
10) No momento em que a inscrição for efetivada, o participante/voluntário cede, gratuitamente e sem ônus para a União Espírita Paraense, os seus direitos de imagem que poderão ser utilizados nos meios de comunicação da instituição, bem como, fica ciente de que seu e-mail poderá ser disponibilizado aos parceiros do evento.
11) Os casos omissos ou não previstos serão dirimidos pela comissão central.
Dos Hospedados

Além das diretrizes e normas para os participantes de um forma geral, temos ainda o complemento para aqueles participantes que ficarão hospedados no Lar de Maria.
OBS 1: Serão disponibilizadas 150 vagas de hospedagem, que serão preenchidas conforme as inscrições sejão efetivadas.
OBS 2: Estando as 150 vagas preenchidas, os participantes oriundos do interior podem continuar se inscrevendo, porém a hospedagem fica por sua própria responsabilidade.

a) O café da manhã será servido entre 6h e 7h e o jantar entre 20h30 e 21h30;
b) A criança, o jovem e o Evangelizador/ coordenador por ele responsável, hospedados pela UEP/Lar de Maria, a partir do início do EIMEP, estarão em regime de internato, não podendo deixar o local do evento sem prévia autorização da coordenação da hospedagem, após autorização de seu responsável legal. A saída sem autorização será entendida como desistência da vaga na hospedagem;
c) O horário de recolhimento noturno será, impreterivelmente, às 23h;
d) Não será permitido o acesso de outros participantes do EIMEP nas dependências da hospedagem;
e) Não será permitido o acesso de pessoas do sexo oposto às dependências dos alojamentos;
f) Durante os horários das atividades do Encontro, as portas dos alojamentos estarão fechadas, ficando as chaves em poder do responsável pelos mesmos;
g) Os hóspedes ficarão responsáveis pela manutenção da limpeza em seus alojamentos;
h) Usar sempre o crachá e trajes compatíveis com horário e local. Não é permitido o uso de trajes de banho;
i) Caso o hóspede necessite de alguma coisa, deverá solicitar à Coordenação da Hospedagem.


Em caso de dúvidas no processo de inscrição, entre em contato (horário comercial):
SECRETARIA DA UEP: (91) 3223-4082 / (91) 3241-0307
E-mail oficial do evento eventos@paraespirita.com.br


Najda Santos - Presidente da UEP
presidente.uep@paraespirita.com.br

Declaro que li e estou de acordo com as Diretrizes e Normas de participação no evento.

Cedo gratuitamente meus direitos de imagem, que poderão ser utilizados nos meios de comunicação da instituição, bem como a disponibilização de dados para parceiros do evento, de acordo com a regra XXXII do regulamento.
Sim
Não

Dados de controle
Exemplo: 111.222.333-44.
Exemplo: 01/10/1985.

Dados gerais

Por gentileza, use o bom senso para escolher o nome do seu crachá. Não preencha com apelido, caracteres especiais e/ou símbolos. Um bom nome de crachá deve ser composto pelo seu primeiro e último nome. Este campo comporta até 20 caracteres. Ressaltamos que a 2a. via de crachá somente será emitida mediante pagamento da taxa de R$5,00 (cinco reais).
Coloque o endereço de e-mail que você usa com frequência, pois manteremos contato por ele.
Endereço
Saúde

Sim
Não
Separe por vírgula. Exemplo: alergia 1, alergia 2.

Sim
Não
Separe por vírgula. Exemplo: remédio 1, remédio 2.
Caso não possua, marque a caixa ao lado:
Alimentação

Sim
Não

Separe por vírgula. Ex: restrição 1, restrição 2, restrição 3.
Participação

Participante do EIMEP
Trabalhador Voluntário
Participante do Evento de Dirigentes

COAME - COORDENADORIA DE ATIVIDADES MEDIÚNICAS
COART - COORDENADORIA DE ARTE
COESP - COORDENADORIA DE ASSISTÊNCIA ESPIRITUAL
COINF - COORDENADORIA DE INFÂNCIA
COJUV - COORDENADORIA DE JUVENTUDE
Comissão Central - Comissão Central
DECOM - DEPARTAMENTO DE COMUNICAÇÃO
DIREX - DIRETORIA EXECUTIVA
Livraria - Livraria
SERCO - SERVIÇO DA COOPERAÇÃO
TEMÁRIO - TEMÁRIO

Sim
Não
Aviso sobre isenções:
Os trabalhadores voluntários poderão solicitar a isenção do valor da taxa de inscrição, devidamente fundamentada, comprovando ser beneficiário do programa TARIFA SOCIAL DE BAIXA RENDA. A solicitação, quando houver, deverá ser declarada no ato da inscrição para posterior análise.
Quantidade máxima de caracteres: 500. Quantidade mínima: 10.

Necessidades Especiais

Sim
Não

Sim
Não

Em caso de emergência avisar